A obediência em primeiro lugar

Um homem dormia tranqüilo quando, de repente, seu quarto encheu-se de luz e Deus lhe apareceu.

O Senhor disse ao homem que tinha trabalho para ele e mostrou-lhe uma enorme pedra em frente à casa. Em seguida, o Senhor explicou que o homem deveria empurrar a pedra com toda as suas forças, dia após dia.

Por muito tempo, ele se cansou do nascer ao pôr-do-sol, seus ombros encostados contra a superfície fria e maciça da rocha que não se movia, empurrando com todas as suas forças.

A cada noite, o homem retornava para casa exausto, com a impressão de que todo o seu dia tinha sido em vão.

Vendo que o homem dava sinais de estar perdendo o ânimo, Satanás decidiu entrar em cena, induzindo pensamentos em sua mente:

— Você está fazendo força contra a pedra há muito tempo e ela nem se abalou. Por que se matar por isto? Você nunca vai conseguir mover a pedra mesmo.

E logo o homem ficou com a sensação de que a tarefa era impossível e que era um fracassado. Tais pensamentos desencorajaram-no e desanimaram-no. “Por que me matar, dando importância a isso?”, pensava ele. “Vou colocar apenas o meu tempo, mas dedicar o mínimo de esforço; creio que isso já seja o suficiente”, concluiu.

Então, resolveu fazer disso motivo de suas constantes orações, levando seus pensamentos atribulados ao Senhor.

— Senhor — orou ele. — tenho trabalhado duro por muito tempo no seu serviço, empenhando todas as minhas forças para fazer o que me pediu, o que me ordenou. No entanto, depois de todo esse tempo, ainda não consegui mover aquela rocha meio milímetro sequer. O que está errado? Em que falhei? O que o Senhor está querendo me mostrar?

E o Senhor respondeu amorosamente:

— Filho, quando pedi a você que me servisse e você aceitou, eu lhe disse que sua tarefa seria empurrar a rocha com todas as suas forças e é exatamente isso que você tem feito. Mas também é certo que nenhuma vez eu lhe disse que esperava que você a movesse. Sua tarefa era simplesmente empurrar e, agora, você chega me dizendo que falhou. Tenho uma dúvida: será que é isso mesmo? Seus braços estão fortes e musculosos, suas costas eretas e morenas, suas mãos estão calejadas pela pressão constante e suas pernas tornaram-se duras e firmes. Por meio de todo o esforço você cresceu muito e suas habilidades são maiores do que quando você começou, consegue se lembrar deste detalhe? Você não moveu a rocha, mas o seu chamado foi para que você fosse obediente, empurrasse e exercitasse a sua fé e confiança na minha sabedoria. Isto você fez. Agora, acalme-se, eu vou mover a rocha.

 

 

 

 


Copyright © 2017 ICP. Todos os direitos reservados.