Apologética



Como evangelizar os adeptos de seitas



Da redação

Testemunhar para uma pessoa convicta na defesa de sua fé é como caminhar sobre uma gelatina. É difícil permanecer em pé. Mas se você conhecer o que a religião dessa pessoa ensina, com certeza seu caminho será mais sólido.

O que segue são diretrizes básicas que nos ajudarão a testemunhar para essas pessoas. Apesar de nenhuma destas diretrizes ser infalível, elas, no entanto, nos proverão regras básicas que nos capacitarão a testemunhar a um sectário. Dependerá de nós usarmos adequadamente o que temos aprendido, aumentar nossa habilidade em testemunhar e aperfeiçoar o método com a prática.

Devemos nos lembrar que a melhor forma de aprender a testemunhar é testemunhando.

Há três coisas importantes que devemos considerar antes de começarmos a evangelizar aqueles que defendem outra religião:

Primeiro: devemos compreender que as definições que empregarmos no testemunho podem gerar uma confusão de conceitos, tanto para quem é evangelizado como para aquele que está evangelizando, especialmente quando falamos sobre termos como Trindade, Jesus, salvação, céu, inferno, entre outros. Isso ocorre porque a definição desses termos, nas diversas religiões, é muito diversificada. Para evitarmos isso, precisamos estudar criteriosamente as terminologias usadas pelo grupo em questão e seu respectivo significado dentro do próprio movimento. Uma vez munidos dessas definições, estaremos muito melhor capacitados para testemunhar.

Segundo: precisamos nos mostrar capazes de apontar com sabedoria e sem ofensas a distorção cristológica do movimento. Tomamos como base essa disciplina da teologia porque, além de ser um de seus pilares, ela é uma das características mais comuns entre as falsas religiões: distorcer a pessoa de Jesus. Isso é salutar, uma vez que reconhecemos que só o verdadeiro Jesus pode dar a verdadeira vida eterna (Jo 10.28), revelar o verdadeiro o Pai (Mt 11.27) e o verdadeiro Espírito Santo (Jo 15.26). Entretanto, não basta somente declarar os erros, é necessário estar apto para explicar o porquê desses erros, mas com bases bíblicas.

Terceiro: devemos tentar esclarecê-los de que a salvação e o perdão dos pecados só podem ser obtidos por meio da graça. O favor de Deus para conosco por meio de seu ato de entrega é, sem dúvida nenhuma, um forte marcador que distingue o verdadeiro cristianismo das demais religiões no mundo.

Finalmente, lembramos que testemunhar envolve o ato de ensinar e, para ensinar, é necessário, antes de tudo, aprender. Por isso, devemos procurar cada vez mais perseguir o conhecimento, pois com ele a graça poderá produzir em nós maiores e melhores frutos!


  • Leia também

    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso Teologia Online Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados