Apologética



Testemunhas de Jeová - Parte VI – São as Testemunhas de Jeová uma seita?


No livro “RACIOCÍNIOS à base das ESCRITURAS”, (p. 386,1989) declara-se que seita é: ...um grupo que segue determinado líder ou mestre humano. O termo geralmente é aplicado de forma depreciativa.

Elas se autodefinem afirmando: A sociedade cristã mundial de pessoas que dão ativamente testemunho sobre Jeová Deus e Seus propósitos para com a humanidade. Afirmam mais: baseiam suas crenças unicamente na Bíblia.

A Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados da Pensilvânia, EUA, sociedade jurídica de caráter religioso, usada pelas TJs, foi constituída em 1884. Fundada no início de 1870, nos EUA, pelo jovem Charles Taze Russell (1852-1916). Inicialmente eram conhecidas como Auroristas do Milênio e chamados pelos opositores, pejorativamente, como russelitas, rutherfordistas. Posteriormente, se tornaram conhecidas como Associação Internacional dos Estudantes da Bíblia ou, simplesmente, Estudantes da Bíblia e, em 26 de julho de 1931, passaram a denominar-se pelo nome atual: Testemunhas de Jeová, título tirado de Is 43.10 (“Cumprir-se-á, então, o Mistério de Deus”, p. 113/20).

Resposta Apologética:

Quando as TJs citam Is 43.10 como base bíblica para sua posição de Testemunhas de Jeová, não podemos esquecer que a sua base bíblica não é correta, pois os judeus sim eram Testemunhas de Jeová, estando sob o antigo pacto ou antigo concerto (Êx 19.5-8). Podemos afirmar que os profetas todos eram Testemunhas de Jeová: Isaías, Jeremias, Ezequiel, Joel, Daniel, Oséias e outros.

Nós, cristãos, sob o novo pacto ou novo concerto, somos tidos como testemunhas de Jesus.

Saulo de Tarso, antes do seu encontro com Cristo no caminho de Damasco, era Testemunha de Jeová e, como tal, perseguia as testemunhas de Jesus. Era inimigo dos cristãos e conseqüentemente inimigo do nome de Jesus, como ele próprio confessa (At 26.9-15).

Os cristãos eram conhecidos como testemunhas de Jesus, segundo os textos indicados: At 1.8; 2.32; 3.15; 4.9-18; 22.15; Ap 1.9; 2.13;17.6).

JEOVÁ – COMO TESTEMUNHA DE JESUS

Freqüentemente, quando conversamos com as TJs, elas se referem a Jesus Cristo como a primeira Testemunha de Jeová. Pretendem, com isso, rebaixar a pessoa de Jesus como se Ele fosse igual a elas, que se dizem Testemunhas de Jeová. Mas é de se observar que se Jesus é chamado de Testemunha de Jeová em Ap 3.14, deve-se ter presente que Jeová é também testemunha de Jesus. Em Jr 42.5 Jeová é chamado de testemunha da verdade e fidelidade. Jeová deu testemunho de Jesus (Jo 5.31-32;1 Jo 5.9-10). Por várias vezes Jeová deu testemunho de Jesus (Mt 3.16-17;17.5; Jo 12.28-32). Se Jesus era Testemunha de Jeová e Jeová era testemunha de Jesus, qual a diferença entre o testemunho de um e de outro? Não são iguais?

Charles T. Russell

Para provar que as TJs são uma seita, basta ater-nos às suas publicações. Afirmam de si mesmas:

Em essência, mostramos que a sociedade é uma organização inteiramente religiosa; que os membros aceitam como seus princípios de crença a santa Bíblia, conforme explicada por Charles T. Russell; que C. T. Russell, durante sua vida, escreveu e publicou seis volumes, Estudos das Escrituras, e, já em 1896 prometeu o sétimo volume que trataria de Ezequiel e de Revelação; que, no seu leito de morte, declarou que outrem escreveria o sétimo volume... (“Anuário das Testemunhas de Jeová de 1976”, p. 106).

Considerado na ocasião como o servo fiel e discreto (Cumprirse-á, então, o Mistério de Deus, p. 110/15) ele dizia do seu próprio livro “ESTUDOS DAS ESCRITURAS”:

Ademais, não só descobrimos que as pessoas, ao estudarem apenas a Bíblia, não podem discernir o plano divino, mas, também descobrimos que, se alguém puser de lado os Estudos das Escrituras, mesmo depois de já os ter usado e de se tornar familiarizado com eles, após os ter lido durante dez anos – se então os puser de lado e ignorá-los, indo somente à Bíblia, embora entenda a Bíblia por dez anos, a nossa experiência mostra que dentro de dois anos ficará em trevas. Por outro lado, se tivesse simplesmente lido os Estudos das Escrituras, com as suas referências, e não lesse uma página da Bíblia sequer, esse alguém estaria na luz no fim de dois anos, porque teria a luz das Escrituras (“A Sentinela”, 158-1964, p. 511/12).

Dizem hoje as TJs:

DIREÇÃO TEOCRÁTICA HOJE

A organização visível de Deus hoje também recebe orientação e direção teocráticas. Na sede das Testemunhas de Jeová em Brooklyn, Nova York, existe um corpo governante de anciãos cristãos de várias partes da terra que dão a necessária supervisão às atividades mundiais do povo de Deus. Este corpo governante é composto de membros do escravo fiel a discreto. Serve qual porta-voz do escravo fiel (“Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra.” Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados, 1989, p. 195/13).

CONTRADIÇÕES NOS ENSINOS

6.1 – SOBRE RELIGIÃO

Declaração: Não existe tal coisa como ‘religião cristã’, pois toda religião procede do inimigo de Deus, o diabo. ‘Religião Cristã’ é um nome trocado, fraudulento e deceptivo (“Inimigos”, p. 111).

Contradição: ...a religião verdadeira precisa harmonizar-se em todos os sentidos e todos os seus ensinos precisam estar em plena harmonia com a palavra de Deus. Só assim pode tal religião ser realmente agradável a Jeová Deus. Não são muitas as religiões que satisfazem a esses requisitos (“A Verdade Que Conduz à Vida Eterna”, p. 130).

6.2 – SOBRE FILIAR-SE A UMA ORGANIZAÇÃO RELIGIOSA

Declaração: Para se colocar do lado de Jeová não é preciso filiar-se a nenhuma organização humana, porém, em secreto, dentro de seu lar devotar-se a Deus e a seu Reino, regido por Cristo (“JEOVÁ”, p. 25).

Contradição: O melhor modo de fazer isso é assistir às reuniões no salão do Reino das Testemunhas de Jeová. Assim poderá observar por si mesmo como funciona a organização e como os associados com ela aplicam a Palavra de Deus na sua própria vida (“A Verdade Que Conduz à Vida Eterna”, p. 130/18).

6.3 – SOBRE O CASAMENTO DOS RESSUSCITADOS DURANTE O MILÊNIO

Declaração: Casarão os que forem despertados da morte durante a ressurreição geral e tomarão parte no cumprimento do mandato divinos? Não, se for um dentre a humanidade cuja esperança é viver na terra, sob a regência do reino celeste de Deus (“Despertai!”, 22-2-75, pp. 27-28).

Contradição: Mas que dizer dos que são trazidos de volta dos mortos para viver na terra? Serão reunidos com seus cônjuges anteriores? Nenhuma declaração na Bíblia indica que será assim. Portanto, se alguém decidir casar-se agora de novo, não precisa preocupar-se com o efeito que isto possa ter no futuro sobre o cônjuge ressuscitado. Se o celibato não for para ele, não precisa lutar para mantê-lo, na esperança de ser reunido em casamento com seu cônjuge anterior, na ressurreição. Certamente, pois, foi uma bondade da parte de Deus não exigir que as anteriores relações maritais vigorem no tempo da ressurreição da pessoa, conforme afirmaram erroneamente os saduceus (“E Esta Vida Tudo o Que Há?”, p. 178/79).

6.4 – SOBRE A SEGUNDA PRESENÇA DE CRISTO EM 1914

Declaração: Quanto tempo antes de 1914 os últimos membros vivos do corpo de Cristo serão glorificados, não somos diretamente informados [Studies in the Scriptures (“Estudos das Escrituras”) escrito antes de 1914, p. 228 vol. 111].

Contradição: Exatamente quanto tempo depois de 1914 os últimos membros vivos do corpo de Cristo serão glorificados, não somos diretamente informados (edição do mesmo livro, publicada em 1923).

6.5 – SOBRE AS AUTORIDADES SUPERIORES

Declaração: As ‘potestades superiores’ mencionadas em Romanos 13.1-5 são os principais agentes da congregação do Deus Todo-Poderoso ou o invisa el corpo administrativo do Reino de Deus. As ‘potestades superiores’ mencionadas pelo apóstolo são: Jeová, Deus e Cristo Jesus, sendo Cristo Jesus o grande Ministro de Jeová (“Seja Deus Verdadeiro”, p. 241).

Contradição: Portanto, aqueles que estão no esconderijo do Altíssimo que são ungidos e estão no templo, não se acham sujeitos a nenhuma autoridade do mundo como sendo as autoridades superiores: Mas todos os que consideraram as potestades do mundo como sendo as autoridades superiores; estão certamente em escravidão (“JEOVÁ”, p. 225).

Contradição: Nestes e em outros assuntos as ‘autoridades superiores’ mostram ser ‘servidores públicos de Deus’, provendo serviços que beneficiam o seu povo. Portanto, quando se requer de nós que paguemos todos estes serviços públicos por meio de impostos, faremos bem em lembrar-nos do texto que diz: ‘Há, portanto, uma razão compulsiva para que estejais em sujeição não somente por causa desse furor (em punição dos violadores da lei), mas também por causa da vossa consciência (“A Verdade Que Conduz à Vida Eterna”, p. 158/4).

Quem são as ‘autoridades superiores’? As palavras de Paulo nos versículos seguintes mostram que se trata de autoridades governamentais humanas (“CONHECIMENTO Que Conduz à Vida Eterna”, p.132).

A PIRÂMIDE DE GIZÉ NO EGITO - TRANSIGÊNCIA COM O OCULTISMO

Paulo, dirigindo-se aos gálatas, faz uma pergunta: Ó insensatos gálatas! Quem vos fascinou para não obedecerdes à verdade, a vós, perante os olhos de quem Jesus Cristo foi evidenciado, crucificado, entre vós? (Gl 3.1). Lá, foram os judaizantes que queriam impor a guarda da lei para a salvação dos cristãos da Galácia. Entre as TJs o ocultismo praticado pelo seu fundador levou as TJs a se afastarem da verdade e, seguindo fábulas artificialmente compostas, colocarem a Pirâmide de Gizé como fonte de autoridade religiosa paralela à autoridade da Bíblia. Dizem as TJs no seu livro “TESTEMUNHAS DE JEOVÁ – Proclamadores do Reino de Deus”, na página 201 que: Por uns 35 anos se valeram das medidas da citada pirâmide como base para o ensino que o reino de Deus foi estabelecido no céu em 1914. No livro “THY KINGDOM COME”, volume terceiro do livro “Studies in the Scriptures” (Estudos das Escrituras p. 362) que, Sua maravilhosa correspondência com a Bíblia não deixa a menor dúvida de que, quem inspirou os profetas e apóstolos, também inspirou essa ‘testemunha’. Como base bíblica do ensino que a pirâmide de Gizé era uma testemunha de Deus na terra do Egito era citado: Naquele tempo o Senhor terá um altar no meio da terra do Egito, e um monumento se erigirá ao Senhor, na sua fronteira (Is 19.19). Esse ensino perdurou por 35 anos. Posteriormente, com a morte de Russell, seu sucessor John F. Rutherford abandonou essa forma de crer e na The Watchtower, de 15 de novembro de 1928, página 341, afirmou: Se a pirâmide não é mencionada na Bíblia, então seguir os seus ensinos é ser dirigido pela vã filosofia e pela falsa ciência... Então Satanás colocou o seu conhecimento na pedra morta, que pode ser chamada Bíblia de Satanás, e não testemunha pétrea de Deus Cristo... (idem, página 344).

OUTRO TIPO DE PIRÂMIDE

Outro tipo de pirâmide tem fascinado as TJs e as tem afastado da verdade: SUA ORGANIZAÇÃO VISÍVEL sediada em Brooklyn, Nova Iorque, de onde emanam a orientação teocrática para todas as TJs. Essa organização intitulada organização visível de Jeová tem ocupado o lugar de Cristo e as TJs prestam-lhe culto idólatra, admitindo que a vida eterna só é concedida a quem estiver ligado a essa organização (“Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra”. Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados, 1983, p. 255).

Em vez de olharem para Cristo como seu Mediador, as TJs são ensinadas que Jesus é Mediador apenas de 144 mil ungidos; os milhões que freqüentam os salões do reino não têm Jesus como Mediador: Será que Jesus é ‘mediador’ só dos cristãos ungidos? ...De modo que, em estrito sentido bíblico, Jesus é o ‘mediador’ apenas dos cristãos ungidos (“A Sentinela”, 15-9-1979, p. 32). As TJs ensinam que Jesus não é mediador entre Deus e os da classe das outras ovelhas, contrariando 1 Tm 2.5.

Em vez de pôr sua fé na pessoa de Jesus Cristo (Jo 14.1; Rm 10.9-10), são aconselhadas a depositarem sua fé na organização Tenha fé numa organização vitoriosa (“A Sentinela”, 1-3-1979, p. 1).

FALSAS PROFECIAS

Dando suas razões porque crêem na Bíblia, as TJs perguntam e respondem da seguinte forma:

Qual é a mais forte evidência de que a Bíblia é inspirada por Deus? e respondem:

Profecias cumpridas dão evidências conclusivas de que a Bíblia é inspirada por Deus. Na Bíblia há muitas profecias que se cumpriram em detalhes. Obviamente, meros humanos não poderiam ser responsáveis por isso. O que, então, está por trás dessas profecias. A própria Bíblia diz que ‘a profecia nunca foi produzida pela vontade do homem, mas os homens falaram da parte de Deus conforme eram movidos pelo Espírito Santo ou força ativa de Deus (“Conhecimento Que Conduz à Vida Eterna”, pp. 20-21).

Uma confissão sincera feita pelas TJs é a seguinte: As Testemunhas de Jeová, devido ao seu anseio pela Segunda Vinda de Jesus, sugeriram datas que se mostraram incorretas. Por isso, há quem as chame de falsos profetas. No entanto, nunca nesses casos presumiram que suas predições eram feitas ‘no nome de Jeová’. Nunca disseram: ‘Estas são as palavras de Jeová (“Despertai!”, 22-3-1993, p. 4). Parece-nos que as TJs sofrem de amnésia e por isso vamos refrescar-lhes a memória para lembrar-lhes que se ufanam de serem profetas de Deus e que isso não deve ser posto em dúvida. Afirmam: Nenhum de nós deve querer ser igual a estes indecisos e impassíveis! É melhor saber agora, do que quando for tarde demais, que há uma classe autenticamente profética de cristãos entre nós, e aceitar a mensagem bíblica e agir segundo ela, ‘não como sendo a palavra de homens, mas, pelo que verazmente é, como a palavra de Deus. O que se ganha com a hesitação e a dúvida até o fim quanto a Jeová poder suscitar e ter suscitado um profeta genuíno dentro de nossa geração? (“As Nações Terão de Saber Que Eu Sou Jeová”, p. 270/36-37).

TESTEMOS AS TJS SE SÃO PROFETAS VERDADEIROS:

Várias datas foram apontadas para o irrompimento da Batalha do Armagedom como 1914, 1925, 1941 e 1975. A mais recente data sugerida é o ano 2000. Observe a data sugerida:

O apóstolo Paulo servia de ponta-de-lança na atividade missionária cristã. Ele também lançava o alicerce para uma obra que seria terminada em nosso século 20 (“A Sentinela” de 1-1-1989, p. 12).

Faz-se mister uma pergunta: As Testemunhas de Jeová terminaram sua pregação depois do ano 2000? Recebem elas realmente ‘orientação e direção teocráticas’ na sua sede em Nova York, EUA? É só consultar Deuteronômio para ver que se suas profecias sobre o Armagedom não se cumpriram isto porque são falsos profetas. Cuidado! (Mt 7.15-16).


  • Leia também


    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com