Apologética



Igreja Evangélica Voz da Verdade – Parte 10 – A Fórmula Batismal e o Significado do Batismo


Declarações comprometedoras da Igreja Evangélica Voz da Verdade na Instrução Inicial Pró-batismo, preparada pelo Pr. Francisco F. Santos Filho – Rio, 6/6/85.

1. Aos que são batizados nas igrejas cujo batismo é na tradição dos títulos, esses batismos são considerados válidos?

Resposta: São considerados com valor religioso, mas não têm valor bíblico algum (Ef 4.5), pois é um tipo de batismo forjado pelo homem.

Resposta Apologética:

Considerando, como provamos, que o Pai, o Filho e o Espírito Santo são pessoas distintas e não meramente títulos, o batismo trinitário celebrado com base em Mateus 28.19 é bíblico. Basta considerar: Quando lemos as palavras de Jesus ...batizando-os em nome do Pai... entendemos a personalidade do Pai e não a natureza divina de Jesus; quando lemos as palavras de Jesus ...e do Filho... entendemos a personalidade do Filho e não a natureza humana de Jesus; e quando lemos ...e do Espírito Santo... entendemos a personalidade do Espírito Santo, fica claro que se trata de três Pessoas distintas e não de três títulos como erroneamente interpreta o líder da IEVV

2. Por que o batismo tradicional religioso não tem valor bíblico? Resposta: Porque tal batismo não invoca o nome de Jesus, e se o Nome de Jesus é omitido, não é para perdão e remissão de pecados (Lc 24.47; CI3.17). ...eles batizavam invocando o nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo que é JESUS. Conclusão: Somente é considerado batizado em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, quando no ato do batismo se invoca o NOME: JESUS

Resposta Apologética:

Três erros doutrinários estão declarados: 1) o batismo não invoca o nome de Jesus, 2) batismo para perdão e remissão de pecados; 3) eles batizavam invocando o nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo que é JESUS. O batismo nunca foi realizado em nome de Jesus apenas. Em At 2.38 se lê que a autoridade para ministrar o batismo fora dada por Jesus e assim o batismo se realizava pela autoridade dele, na conformidade de Mt 28.19, ou seja ...em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Três Pessoas distintas da mesma natureza divina.

A Bíblia enfatiza a humanidade de Jesus (Jo 1.14;1 Jo 4.1-3) ressaltando que é o sangue de Jesus que nos purifica de todo o pecado (1 Jo 1.7- 9; Ap 1.5) e não a água de batismo. Crer em batismo regeneracional é fazer do batismo um sacramento como o dogma da Igreja Católica. Recomenda a Igreja Católica o batismo para a salvação chegando ao cúmulo de afirmar que a criança que morre sem batismo vai para um lugar imaginário chamado Limbo. Em Atos 10.44 lemos: E, dizendo Pedro ainda estas palavras, caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra. Sabemos que o mundo não pode receber o batismo no Espírito Santo (Jo 14.17). Como poderia, então, os ouvintes da casa de Cornélio receber o batismo com o Espírito Santo se não fossem salvos por não terem sido batizados nas águas? Batismo nas águas é uma ordenança para as pessoas salvas e não para serem salvas (At 10.48).

3. Muito bem! O batismo corretamente bíblico é de fato em nome de Jesus. Mas qual é a importância do batismo na vida da pessoa?

Resposta: Através deste ato a pessoa enterra seu velho homem (velho ego) ao mergulhar seus pecados nas águas do batismo para renascer para Deus...

Resposta Apologética:

Lemos que Jesus pregou arrependimento e fé (Mc 1.15). Paulo pregou ao carcereiro que ele podia ser salvo se viesse a crer em Jesus (At 16.30-31). Pregou mais em Romanos 10.9-13 que a salvação se consuma no ato de crer com o coração a confissão com os lábios. Nessa ocasião se dá a morte da velha natureza e o surgimento da nova (2 Co 5.17).

4. Afinal, que devo fazer para ser batizado?... Resposta: Crer no NOME DE ‘JESUS’ como único Deus.

Resposta Apologética:

Devemos crer no nome de Jesus para sermos salvos (At 16.30-31) e sermos batizados em nome da Trindade (Mt 28.19). Jesus é a segunda pessoa da Trindade, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro, ... e o Verbo era Deus (Jo 1.1); Respondeu-lhe Tomé: Senhor meu e Deus meu! (Jo 20.28).


  • Leia também


    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados.

    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com