Apologética



Espiritismo – Parte 23 – Glossário espírita


Aparição – Fenômeno pelo qual os seres do mundo incorpóreo se manifestam à vista.

Clarividência – Faculdade de ver sem o auxílio dos órgãos da visão. É uma faculdade inerente à própria natureza da alma ou do espírito, e que reside em todo o seu ser; eis porque em todos os casos em que há emancipação da alma, o homem tem percepções independentes dos sentidos. No estado corporal normal, a faculdade de ver é limitada pelos órgãos materiais: desprendida desse obstáculo, ela não é mais circunscrita, estende-se por toda a parte onde a alma exerce sua ação: tal é a causa da visão a distância de que gozam certos sonâmbulos. Eles se vêem no próprio local que observam e descrevem ainda que este se situe mil léguas a distância, visto que, se o corpo não se acha acolá, a alma, em realidade, ali se encontra. Pode-se, pois, dizer que o sonâmbulo vê pelos olhos da alma.

Encarnação – Estado dos espíritos que revestem um invólucro corporal. Diz-se espírito encarnado, em oposição a espírito errante. Os espíritos são errantes no intervalo de suas diferentes encarnações. A encarnação pode ocorrer na Terra ou em outro mundo.

Erraticidade – Estado dos espíritos errantes, ou erráticos, isto é, não encarnados, durante o intervalo de suas existências corpóreas.

Espírita – O que tem relação com o espiritismo; adepto do espiritismo; aquele que crê nas manifestações dos espíritos.

Espiritismo – Doutrina fundada sobre a crença na existência dos espíritos e em suas manifestações.

Espírito – No sentido especial da doutrina espírita, os espíritos são os seres inteligentes da criação, que povoam o Universo, fora do mundo material, e constituem o mundo invisível. Não são seres oriundos de uma criação especial, porém, as almas dos que viveram na Terra, ou nas outras esferas, e que deixaram o invólucro corporal.

Espiritualismo – Usa-se em sentido oposto ao de materialismo; crença na existência da alma espiritual e imaterial. O espiritualismo é a base de todas as religiões.

Espiritualista – O que se refere ao espiritualismo; adepto do espiritualismo. É espiritualista aquele que acredita que em nós nem tudo é matéria, o que de modo algum implica a crença nas manifestações dos espíritos. Todo espírita é necessariamente espiritualista; mas, pode-se ser espiritualista sem ser espírita; o materialista não é uma nem outra coisa.

Expiação – Pena que sofrem os espíritos como punição das faltas cometidas durante a vida corporal. A expiação, sofrimento moral, ocorre no estado de erraticidade como o sofrimento físico ocorre no estado corporal. As vicissitudes e os tormentos da vida corporal são, ao mesmo tempo, provas para o futuro e expiação do passado.

Fluido Universal – Princípio elementar do qual a condensação resulta nos diversos estágios da matéria, que é mais ou menos condensada conforme os mundos. A partir dele desenvolve-se o princípio vital. O fluido universal não é causa da inteligência, apenas serve de veículo do pensamento.

Livre-arbítrio – Liberdade moral do homem; faculdade que ele tem de se guiar pela sua vontade na realização de seus atos.

Médium – Pessoa que pode servir de intermediária entre os espíritos e os homens. Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos espíritos é, por esse fato, médium. Essa faculdade é inerente ao homem; não constitui, portanto, um privilégio exclusivo. Por isso mesmo, raras são as pessoas que dela não possuam alguns rudimentos. Pode, pois, dizer-se que todos são, mais ou menos, médiuns. Todavia, usualmente, assim só se qualificam aqueles em que a faculdade mediúnica se mostra bem caracterizada e se traduz por efeitos patentes, de certa intensidade, o que então depende de uma organização mais ou menos sensitiva.

Mediunidade – Faculdade dos médiuns.

Obsessão – Domínio que alguns espíritos logram adquirir sobre certas pessoas. Nunca é praticada senão pelos espíritos inferiores, que procuram dominar. Os bons espíritos nenhum constrangimento infligem. Aconselham, combatem a influência dos maus e, se não os ouvem, retiram-se. Os maus, ao contrário, se agarram àqueles de quem podem fazer suas presas. Se conseguem dominar algum, identificam-se com o espírito deste e o conduzem como se fora verdadeira criança.

Perispírito – Envoltório semimaterial do espírito. Nos encarnados, serve de intermediário entre o espírito e a matéria; nos espíritos errantes, constitui o corpo fluídico do espírito. O perispírito é o órgão sensitivo do espírito, por meio do qual este percebe coisas espirituais que escapam aos sentidos corpóreos. Pelos órgãos do corpo, a visão, a audição e as diversas sensações são localizadas e limitadas à percepção das coisas materiais; pelo sentido espiritual ou psíquico, elas se generalizam; o espírito vê, ouve e sente, por todo o seu ser, tudo o que se encontra na esfera de irradiação do seu fluído perispirítico.

Pneumatofonia – Voz dos espíritos; comunicação oral dos espíritos, sem o concurso da voz humana.

Pneumatografia – Escrita direta dos espíritos, sem o auxílio da mão de um médium.

Princípio Vital – Nome que se dá ao princípio geral da vida material, comum a todos os seres orgânicos, homens, animais e plantas. O princípio vital é o mesmo para todos os seres orgânicos, mas se torna espécie-específico: individualiza-se no ser vivo, isto é, passa a constituir-lhe sua própria vida orgânica modificada, conforme a espécie. Tem sua fonte no fluido universal, atuando como elo entre o espírito e a matéria, na forma de fluido magnético.

Psicofonia – Comunicação dos espíritos pela voz de um médium falante.

Psicografia – Escrita dos espíritos pela mão de um médium.

Reencarnação – Volta do espírito à vida corpórea, pluralidade das existências.


  • Leia também

    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com