Apologética



Judaísmo – Parte 02 – As origens do judaísmo


Historicamente, o judaísmo veio à existência quando foi firmado o pacto abraâmico. Desde o começo o judaísmo foi uma religião revelada e não uma religião natural ou filosófica.

Acredita se ser descendente de uma tribo que viveu em Canaã, englobando atualmente a maior parte de Israel, Jordânia e Síria. Os judeus crêem ser descendentes de Abraão ao qual Deus fez uma aliança e prometeu lhe uma terra da qual jorrasse leite e mel. Embora os judeus jamais tenham sido, em todo registro histórico, os únicos donos do território, a terra permanece crucial para sua auto representação.

A partir do chamado de Abraão, para ser o pai de uma nação particular, (a Palestina), a qual constituíra a Terra Prometida, Deus revelou uma mensagem na História que se destinava a tornar se aplicável universalmente a todas as nações e todos os povos.

Vemos em Deuteronômio 26.5 que a nação de Israel formada pelo povo judeu veio a ser grande e poderosa. Então testificarás perante o Senhor teu Deus, e dirás: Arameu, prestes a perecer, foi meu pai, e desceu ao Egito, e ali peregrinou com pouca gente, porém ali cresceu até vir a ser nação grande, poderosa, e numerosa.

Cumprindo se assim a promessa de Deusa Abraão (Gênesis 12.1), na origem do judaísmo, de que dele sairia uma grande nação.


  • Leia também


    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com