Apologética



Judaísmo – Parte 03 – Um povo monoteísta


Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor (Deuteronómio 6.4).

É bem provável que o clã que se tornou no povo israelita foi subindo do politeísmo para o henoteísmo, e daí para o monoteísmo veio a ser o conceito central do judaísmo: não há Deus fora de Yahweh.

Através da História, os judeus resistiram, muitas vezes com suas próprias vidas, à diluição ou modificação desta idéia sublime. Nós, cristãos, nos consideramos monoteístas, mas aos olhos deles somos considerados politeístas, pois apreciamos e cremos na trindade.

Monoteísmo autêntico e inflexível é uma proposta profundamente enraizada e evidente por si mesma para os judeus.

Sendo a pureza do monoteísmo judaico um selo de autenticidade de fé, o judaísmo se recusa a adorar a Jesus, não somente devido ao seu repúdio à doutrina da encarnação, mas também devido à sua resistência, desafiadora a toda e qualquer tentativa de atribuir qualidades e honras divinas a meros mortais.


  • Leia também

    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com