Apologética



Cultos afro-brasileiro – Parte 11 – Retorno ao Cristianismo Bíblico


Encontramos em Ezequiel 21.21 uma citação que demonstra o costume antigo de consultar animais mortos em encruzilhada para se obter sorte e prognóstico de eventos, lemos: Porque o rei da Babilônia parará na encruzilhada, no cimo dos dois caminhos, para fazer adivinhações; aguçará as suas flechas, consultará as imagens, atentará para o fígado. O Senhor antecipa o resultado: Isto será como adivinhações vãs, aos olhos daqueles que lhes fizeram juramentos; mas ele se lembrará da iniqüidade, para que sejam apanhados (Ez 21.23). Não foi o poder mágico ou recitação de mantras, ou consulta em uma encruzilhada que trouxe dano a Israel, mas a desobediência a Deus! A Palavra de Deus nos informa que: Como ao pássaro o vaguear, como a andorinha o voar, assim a maldição sem causa não virá (Pv 26.2).

Freqüentemente, ouvimos que pessoas envolvidas com umbanda e outros segmentos afros têm receio de abandonar o compromisso formalizado com os orixás. Afirmam que terão conseqüências desastrosas em suas vidas. Contudo, a Palavra de Deus convida todos a conhecerem a verdade e serem libertos, desfrutando de paz com Deus, enquanto os filhos-de-santo vivem constantemente com receio de represálias dos orixás, o cristão desfruta a paz de Deus: E a paz de Deus, que excede a todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus (Fp 4.7).

É grande a incompatibilidade entre a doutrina cristã e os movimentos espíritas. Desde tempos remotos, a Palavra de Deus tem informado ao povo sobre o perigo do espiritismo. Lemos em Deuteronômio 32.16-18: Com deuses estranhos o provocaram a zelos; com abominações o irritaram. Sacrifícios ofereceram aos demônios, não a Deus; a deuses que não conheceram, novos deuses que vieram há pouco, aos quais não temeram vossos pais. Esqueceste-se da Rocha que te gerou; e em esquecimento puseste o Deus que te formou.

Lamentavelmente, os cultos afro-brasileiros têm atribuído a Jesus uma condição de orixá, embora superior (oxalá), ou como um espírito que evoluiu. Para o cristão, Jesus é o próprio Filho de Deus, o Deus encarnado (Jo 1.1, 14), Salvador dos homens, revelação de Deus (At 4.12; Fp 2,10-11; Hb 1.1-2; 1 Tm 2.5).


  • Leia também


    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com