Apologética



Igreja Apostólica Vó Rosa – Parte 01 – Introdução


Muitas são as organizações religiosas que, querendo dar a impressão de que seus ensinos são corretos, reivindicam para si o título de Igreja Apostólica, declarando que o título é oriundo de At 2.42: E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. Com isso, doutrinas estranhas são formuladas e disseminadas como se fossem realmente apostólicas. É o caso da igreja apostólica. Uma mistura de ensinos evangélicos, porque utiliza a Bíblia e afirma tê-la como fonte de sua autoridade religiosa; de ensinos católicos dados à exaltação de Maria, imitando em tudo os católicos que tributam a Maria o culto que se presta a Deus; e, por incrível que pareça, algo parecido com o espiritismo, porque crêem na mediunidade da Santa Vó Rosa, como o Espírito Consolador.

Enquanto o espiritismo kardecista ensina que a promessa de Jesus de mandar o Consolador prometido se cumpriu em 18 de abril de 1847, com o lançamento de “ o livro dos espíritos”, a Igreja Apostólica (IA) afirma, com muita ênfase, que o CONSOLADOR veio na pessoa da Santa Vó Rosa, quando ela morreu num acidente de trânsito na cidade de Poá, Estado de São Paulo, no dia 26 de outubro de 1970, com 76 anos de idade. Com 60 anos, dissera ela que recebera uma revelação especial de Jesus para fundar a Igreja Apostólica (IA). Os líderes interpretam sua morte como um arrebatamento. É a figura central da IA.


  • Leia também


    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

    ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Caixa Postal 64.098 - CEP 22011-970 - Rio de Janeiro - RJ. CNPJ 08.987.618/0001-07

    © 2017 - 2020. Todos os direitos reservados.

    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com