ICP Responde



Os cristãos são proibidos de estudar filosofia?


Paulo nos adverte: “Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas” (Cl 2.8). Isso significa que os cristãos não deveriam estudar filosofia? Se for assim, por que Deus nos deu uma mente e nos ordenou que pensássemos (Mt 22.37) e raciocinássemos (1Pe 3.15)?

Primeiro, a Bíblia não é contra a filosofia, da mesma forma que não é contra a religião. Não é contra a filosofia, mas é contra a vã filosofia, que Paulo chama de “vãs sutilezas” (v. 8). De igual modo, a Bíblia não se opõe à religião, mas apenas à vã religião (Tg 1.26,27).

Paulo não está falando da filosofia em geral, mas de uma filosofia em particular, geralmente entendida como sendo uma forma primitiva do gnosticismo. Isso se evidencia por ter Paulo usado o artigo definido (no grego), que poderia ser traduzido por “a filosofia” ou “esta filosofia”. Paulo estava se referindo a essa filosofia em particular, da linha do gnosticismo, que havia invadido a igreja em Colossos, e que envolvia o legalismo, o misticismo e o ascetismo (Cl 2). Não se referia a toda filosofia.

Ainda, o próprio Paulo recebera um bom treinamento nas filosofias de seus dias, e até mesmo as citava de quando em quando (cf. At 17.28). Ele, com sucesso, “arrazoou” com os filósofos gregos no Areópago, ganhando até mesmo alguns para Cristo (At 17.17, 34).

Em outras passagens, ele disse que um bispo deve ser capaz de “exortar pelo reto ensino como para convencer os que o contradizem” (Tt 1.9), e que ele tinha sido “incumbido da defesa do evangelho” (Fp 1.16). Pedro exortou os crentes, dizendo: “Estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós” (1Pe 3.15). Com efeito, Jesus disse que o grande mandamento é amar “o Senhor teu Deus de todo [...] o teu pensamento” (Mt 22.37, SBTB).

Finalmente, Deus não premia a ignorância. De fato, o Senhor sabe que nós não podemos ter “cuidado” em relação a uma filosofia se nós não a conhecemos. Ninguém irá consultar um médico que não estudou medicina. Mas, é aqui que está o perigo. O cristão deve aproximar-se das falsas filosofias deste mundo da mesma maneira como um pesquisador da medicina se aproxima de um vírus letal. O cientista deve estudá-lo objetivamente, e com todo o cuidado, para descobrir todo o mal que ele traz, mas não subjetivamente, e de forma pessoal, a ponto de ser contaminado por essa doença. É esse um dos trabalhos do Instituto Cristão de Pesquisas, cujos resultados podem ser vistos em cada edição de Defesa da Fé.


Por Renato Vargens

  • ICP RespondeLeia também


    A Bíblia proíbe a celebração de aniversários?
    Abraão era judeu?
    Afinal, o testemunho de Jesus é verdadeiro ou não?
    Alguns atributos de Deus são inerentes ao ser humano?
    As crianças têm anjo da guarda?
    Coisas santas aos cães e pérolas aos porcos. Qual deve ser a nossa posição acerca deste ensinamento de Jesus?
    Como entender a ordem para não tocar no ungido do Senhor?
    Como entender o fato de Paulo mandar entregar dois obreiros da Igreja a Satanás?
    Como o inferno glorifica a Deus?
    É lícito ao pastor tirar férias?
    É verdade que já existe pornografia gospel?
    Em Êxodo 25.17-22, Deus está permitindo a adoração de imagens?
    Eutanásia - O homem pode estabelecer o término de uma vida?
    Haverá salvação para os anjos maus?
    Havia morte antes de Adão?
    Jesus fez uma promessa enganosa?
    O casamento é uma instituição de Deus ou apenas uma invenção humana?
    O Natal escatológico - O duplo cumprimento do Natal
    O que há na Bíblia a respeito das profecias de Maomé?
    O que significa a expressão “quatro ventos dos quatro ângulos do céu”?
    O trabalho é bênção ou maldição?
    Os cristãos são proibidos de estudar filosofia?
    Os irmãos literais de Jesus eram, na verdade, seus primos?
    Podemos ser perdoados de todos os nossos pecados ou não?
    Por que alguns versículos insistem em ignorar o irmão de Isaque?
    Por que cristãos não devem usar amuletos?
    Por que Eliseu amaldiçoou os rapazes zombadores?
    Por que existe a necessidade de reparação se Deus nos perdoa quando confessamos os nossos erros?
    Porque o nome de Jesus não é Emanuel (Is 7.14)?
    Por que os cristãos adoram três deuses se a Bíblia é contra o politeísmo? E, ainda, por que chamam Jesus de Deus filho se Deus não tem filho?
    Por que os cristãos crêem na Bíblia se ela foi corrompida ao longo dos anos?
    Qual é a localização do jardim do Éden no mapa atual?
    Quem são os primeiros e os últimos?
    Realmente, existiu o tanque de Betesda?
    Satanás pode ouvir nossos pensamentos?
    Se Deus é sempre o mesmo, isto significa que ele sempre age da mesma forma?
    Se Judas havia morrido, e Matias, seu substituto, ainda não havia sido empossado, como Jesus poderia ter aparecido aos doze apóstolos?
    Se eu tiver fé, poderei fazer mais milagres do que Jesus?
    Urucubaca pega em crente?
    Usura - Um cristão pode cobrar juros?
    Zacarias 14.9 reforça a tese unicista contra a Trindade?

    Bíblia Apologética com Apócrifos Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Série Apologética Curso Bacharel de Teologia Curso Teologia Online
    Contato
    Siga

    ICP - Instituto Cristão de Pesquisas © Todos os direitos reservados. 2018