ICP Responde



O que significa a expressão “quatro ventos dos quatro ângulos do céu”?


“E trarei sobre Elão os quatro ventos dos quatro cantos dos céus, e os espalharei na direção de todos estes ventos; e não haverá nação aonde não cheguem os fugitivos de Elão” (Jr 49.36).

A partir desse versículo, alguns acreditam que o céu tem uma forma finita. Usamos, em nosso dia-a-dia, expressões que,cientificamente, não são exatas. Por exemplo, quando dizemos que “o sol está se pondo” ou que “o sol já nasceu”, não queremos ser cientificamente exatos, mas isso não significa ignorância científica.

Esse tipo de tratamento não científico é conferido igualmente à expressão “quatro ventos dos quatro ângulos dos céus”. No sentido literal, podemos dizer que significa o mesmo que a expressão “os quatro pontos cardeais”, cujo sentido é a plenitude do horizonte. No sentido simbólico, quando as Escrituras dizem “quatro ventos do céu”, está-se referindo aos poderes governamentais.

Esse esclarecimento, contudo, não encerra a questão sobre a finitude ou não do Universo. Se entendermos que houve uma conclusão da obra criativa de Deus, a resposta seria um sonoro “sim”. Vejamos: “Assim os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados. E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito” (Gn 2.1).


Por João Flávio Martinez

  • Leia também



    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso Teologia Online Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2019 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados