ICP Responde



Por que alguns versículos insistem em ignorar o irmão de Isaque?


Respectivamente, analisemos os textos de Gênesis 22.2 e Hebreus 11.17 em oposição ao texto de Gálatas 4.22.


Um filho:

 "Acrescentou Deus: Toma teu filho, teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá; oferece-o ali em holocausto, sobre um dos montes, que eu te direi".

 "Pela fé Abraão, ao ser provado, ofereceu a Isaque. Aquele que havia recebido as promessas ofereceu o seu unigênito".


Dois filhos:

 "Porque está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava, e outro da livre".

A resposta para esta aparente contradição pode ser vista claramente na representação tipológica de Isaque, o segundo filho de Abraão, como um tipo de Cristo. Abraão teve Ismael por meio de uma escrava egípcia chamada Agar. Mas, o filho da promessa era Isaque e não Ismael: "Porém Deus disse a Abraão: Não te pareça mal aos teus olhos acerca do moço e acerca da tua serva; em tudo o que Sara te diz, ouve a sua voz; porque em Isaque será chamada a tua descendência" (Gn 21.12).

Se analisarmos bem todo o quadro ao final da resposta divina, veremos muitas similaridades entre Isaque e Jesus, numa clara evidência de representação profética. É por isso que Jesus disse: "Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia, e viu-o, e alegrou-se" (Jo 8.56). Como Abraão poderia ter exultado por ver "o dia de Jesus" e alegrar-se por isso? Na verdade, trata-se de uma alusão a Isaque, que é um tipo de Cristo. Abraão, de certa maneira, "participou" do evangelho por ocasião do oferecimento de seu único filho em sacrifício. Assim, temos que a expressão "único filho" refere-se ao Filho "sem igual" de Deus e Isaque estava, profeticamente, representando o sacrifício de Cristo.

Além disso, é bom lembrar que Abraão, além de Ismael e Isaque, teve outros seis filhos com sua outra esposa, Quetura, com quem se casou depois da morte de Sara. "E Abraão tomou outra mulher; e o seu nome era Quetura. E deu-lhe à luz Zinrã, Jocsã, Meda, Mídia, Jisbaque e Suá" (Gn 25.2). Obviamente, isso não era um fato desconhecido dos autores dos livros de Gálatas e Hebreus.

Sobre tudo isso, Geisler e Howe acrescentam e esclarecem o seguinte: "Os filhos de Abraão, conforme registrado em Gênesis 25, provavelmente nasceram mais tarde, pois são mencionados três capítulos depois de Isaque ter sido chamado de 'único filho' [...] Isamel, por sua vez, fora concebido em incredulidade por uma concumbina e não era contado como participante da herança prometida. Ainda, a expressão "único filho" pode ser equivalente ao "filho amado" (cf. Jo 1.18; 3.16). Isto é, a um filho especial. Deus, claramente, disse a Abraão: 'Por Isaque será chamada a sua descendência' (Gn 22.12)".


Fato tipológico / Isaque em Gênesis / Jesus nos evangelhos e outros livros do Novo Testamento


Único filho / 22.2 / Jo 3.16

Oferecido sacrificialmente em uma montanha (colina) / 22.2 / Mt 21.10

Emprego de um jumento para condução

até o local sacrificial / 22.3 / Mt 21.2-11

Dois homens foram com eles / 22.3 / Mc 15.27; Lc 23.3

Três dias de jornada (Isaque). Três dias

no sepulcro (Jesus) / 22.4 / Lc 24.13-21

O próprio filho carregou o madeiro nas costas enquanto subia a montanha / 22.6 / Jo 19.17

Deus proveria para si mesmo o cordeiro do holocausto / 22.8 / Jo 1.29

O filho foi oferecido no madeiro (lenha) / 22.9 / Lc 23.33

Cordeiro atado em uma moita de espinhos (Isaque) e coroação com coroas de espinhos (Jesus) / 22.13 / Jo 19.2

A descendência de ambos seria multiplicada / 22.17 / Jo 1.12 (Is 53.10)

Os servos tomaram uma noiva para o filho / 24.1-4 / Ef 5.22-32; Ap 21.2,9; 22.17

A noiva era uma virgem formosa / 24.16 / 2Co 11.2


  • Leia também



    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso Teologia Online Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2019 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados