ICP Responde



O que significa a expressão “quatro ventos dos quatro ângulos do céu” (Jr 49.36)? Teria o céu uma forma finita?


Quando as Escrituras dizem “quatro ventos do céu” geralmente está-se referindo aos poderes governamentais.

Usamos, em nosso dia-a-dia, expressões não exatas cientificamente. Por exemplo, quando dizemos que “o sol está se pondo” ou “o sol já nasceu”, não queremos ser cientificamente exatos, mas isso não significa ignorância científica.

O que significa a expressão “quatro ventos dos quatro ângulos dos céus”? Deve significar o mesmo que a expressão “os quatro pontos cardeais”, cujo sentido é a plenitude do horizonte. Semelhantemente, encontramos expressões bíblicas indicando a mesma coisa. Lemos em 1Crônicas 9.24: “Os porteiros estavam aos quatro ventos: ao oriente, ao ocidente, ao norte e ao sul”. Quando as Escrituras dizem “quatro ventos do céu”, como ocorre no texto enfocado (“Trarei sobre Elão os quatro ventos dos quatro ângulos do céu, e os espalharei na direção de todos estes ventos, e não haverá nação aonde não cheguem os seus fugitivos”, Jr 49.36) geralmente está-se referindo aos poderes governamentais.

Quanto à pergunta se o universo teria uma forma finita, não podemos definir a questão. Se entendermos que houve uma conclusão da obra criativa de Deus a resposta seria sim. Também devemos considerar que “sustentar o universo” é uma forma de trabalho. “Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas” (Hb 1.3).


Por José Carlos

  • Leia também



    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso Teologia Online Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2019 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados