ICP Responde



Caim e Abel (Gn 4.1,2)


Ceticismo. Apresenta a seguinte crítica à Palavra de Deus: se a Bíblia, em Gênesis 3.24, diz que Adão e Eva foram expulsos do Paraíso, e no capítulo 4 que tiveram Caim e Abel, e depois seu filho Sete, com quem se casou Caim?

Resposta apologética: A Escritura Sagrada revela o verdadeiro Deus e sua obra, seu amor pela humanidade manifestado em seu Filho, Jesus Cristo. Logo, a Bíblia é cristocêntrica e não um livro de história geral (Lc 19.10; Jo 3.16-19,36; 5.24). Esse livro traz apenas o que Deus julgou necessário ou importante para que o homem pudesse compreender o plano divino de redenção. Aqui não estão narrados todos os acontecimentos com precisão cronológica e muito menos apresenta todos os pormenores dos fatos que relata. Adão e Eva tiveram muitos outros filhos e filhas (5.4), além de Caim, Abel e Sete. O nascimento de Sete recebe destaque (4.25,26) porque ele foi contado como substituto de Abel (4.25) e, portanto, como primogênito em lugar de Caim, tornando-se o segundo patriarca na genealogia de Adão até Noé (5.1-32). A mulher de Caim (4.17) foi, obviamente, uma de suas irmãs, ou, talvez, sobrinhas. O mesmo raciocínio é válido também no caso de Sete (4.26; 5.6-8) e de todos os outros filhos de Adão e Eva (5.4), visto que toda a humanidade descende unicamente de Adão e Eva (1.27,28; 2.7,18-24; 5.1,2).

Igreja da Unificação. Ensina o seguinte: "A queda de Eva consistiu em duas espécies de casos de amor ilícito. O primeiro [caso] foi a queda espiritual por meio do amor com o arcanjo". Com isso, quer dizer que Jesus, ao completar sua obra de salvação na cruz, só se preocupou com a redenção espiritual, por isso Moon (por solicitação do próprio Jesus) veio completar a redenção física. Segundo ensinam, Jesus teria aparecido a Moon quando este orava em uma montanha na Coréia, em 1936. A impossibilidade de Jesus cumprir as duas redenções teria sido decorrente do fato de Ele ter sido traído por João Batista, o que ocasionou a precipitação de sua morte sem que antes tivesse completado a segunda redenção.

Resposta apologética: A Bíblia enfatiza que a obra de redenção, única e eficaz, de Jesus já foi realizada na cruz (Jo 19.30; Hb 7.25; 9.11-24; 10.10-12). Tudo se deu em harmonia com a presciência de Deus (At 2.23). João Batista, por sua vez, não traiu Jesus, mas completou cabalmente sua carreira (At 13.15), como fiel profeta de Deus e arauto do Messias, razão por que foi decapitado na prisão por ordem de Herodes (Mt 14.1-12). Quem traiu Jesus foi Judas Iscariotes. Sua traição, porém, não impediu o cumprimento da obra de redenção que Jesus veio realizar.


  • Leia também



    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso Teologia Online Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2019 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados