ICP Responde



Ao sétimo dia descansarás (Êx 23.12)


Comentário apologético: Oséias 2.11 fala da abolição da observância do dia do sábado: “E farei cessar todo o seu gozo, e as suas festas, e as suas luas novas e os seus sábados, e todas as suas festividades”. Esta profecia se cumpriu com o ministério de Cristo: “Vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos” (Gl 4.4,5).

Em Colossenses 2.14-17, o apóstolo Paulo, divinamente inspirado, explica a relação entre o ministério de Cristo e a abolição do sábado no Novo Testamento: “Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo. Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo”. Ver também Êxodo 16.28; 20.8; 31.17,18.


  • Leia também



    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso Teologia Online Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2019 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados