ICP Responde



Vida por vida (Lv 24.17,18)


Testemunhas de Jeová. Segundo afirmam, o homem e o animal são a mesma coisa, diferindo apenas no fato de o homem ser racional. São aniquilacionistas. Ou seja, não crêem na sobrevivência da alma.

Resposta apologética: O texto em estudo usa o termo "vida" ou "alma", que no hebraico é nephesh, para se referir ao homem e ao animal como seres vivos. A diferença na punição é que demonstra a distinção entre a vida (ou alma) dos homens e dos animais. Não há como restituir a vida humana, por isso o agressor deve pagar com sua própria vida. Já a perda de um animal pode ser restituída por outro.

A diferenciação das penas esclarece que a pessoa humana tem uma dignidade peculiar, está acima de todas as demais criaturas. O ensino da imortalidade da alma é bem claro na Escritura: "E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo" (Mt 10.28).


  • Leia também



    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso Teologia Online Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2019 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados