ICP Responde



E confessará o seu pecado que cometeu (Nm 5.7)


Catolicismo Romano. Usa este versículo para provar que a “confissão de pecados” por parte dos fiéis ao sacerdote católico tem respaldo bíblico.

Resposta apologética: A referência em estudo de maneira nenhuma ampara o dogma romano de “confissão de pecados”, antes, está se referindo à lei da reparação e indenização pelos pecados cometidos contra o próximo. A pretendida “confissão de pecados” a um sacerdote sequer era elemento de primeira grandeza neste ensino, uma vez que bastava à parte lesada manifestar-se, na presença de algumas testemunhas, ao líder eclesiástico o local, o que obrigava o culpado a admitir o seu erro.

A confissão de pecados, cujo propósito é alcançar o perdão divino, deve ser dirigida a Deus, conforme ensina a Bíblia: “Agora, pois, fazei confissão ao SENHOR Deus de vossos pais, e fazei a sua vontade; e apartai-vos dos povos das terras, e das mulheres estrangeiras” (Ed 10.11). “Se confessarmos os nossos pecados, ele [Deus] é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça” (1Jo 1.9).


  • Leia também



    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso Teologia Online Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2019 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados