ICP Responde



eu não poderia ir além da ordem do SENHOR meu Deus, para fazer coisa pequena ou grande (Nm 22.17-22,33)


Ceticismo. Questiona a coerência bíblica neste capítulo, uma vez que Deus se irou contra Balaão, intentando matá-lo, mesmo depois que Balaão prometeu fidelidade ao Senhor.

Resposta apologética: A Bíblia nos ensina que Deus prova – sonda – os corações, numa clara referência à sua onisciência quanto às reais intenções do homem (Sl 7.9). A mudança de atitude divina ocorreu, provavelmente, por causa dos pensamentos escusos de Balaão, devido às ofertas materiais de Balaque. Daí o motivo da ira manifesta (v. 22) e da severa advertência divina (v. 33).

O caráter leviano de Balaão fez que Balaque e seu povo destruíssem o caminho que conduzia o povo hebreu ao Senhor Deus. E fez isso por meio da prostituição física e espiritual (25.1-3; 31.16). A morte de Balaão, pelas mãos dos israelitas (Nm 31.8), comprova sua corrupção e o fim que Deus lhe atribuiu.


  • Leia também



    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso Teologia Online Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2019 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados