ICP Responde



Andarão dois juntos se não estiverem de acordo? (Am 3.3)


Movimento ecumênico. Seus defensores afirmam que, apesar das divergências doutrinárias, os cristãos deveriam se pautar mais pelas doutrinas que lhes são semelhantes do que pelas diferenças.

Resposta apologética: Este argumento não resiste ao teste bíblico. As diferenças são muito grandes para ignorarmos. Várias são as admoestações bíblicas para que nos apartemos daqueles que promovem outras doutrinas (1Tm 6.3-6). Não podemos nos unir aos ensinamentos que conduzem a outro evangelho (Gl 1.6-8). Seria hipocrisia ignorar as inúmeras diferenças doutrinárias, enquanto a Bíblia nos incentiva a batalharmos pela "fé central" (Jd 3).

Por exemplo. Os evangélicos crêem que só Jesus salva, por outro lado, os católicos colocam Maria como co-redentora. Os evangélicos crêem que só a Bíblia é a regra de fé e prática do cristão, por outro lado, os católicos colocam a tradição da Igreja em pé de igualdade com a Bíblia. Os evangélicos crêem que só Jesus é a cabeça da Igreja, por outro lado, os católicos afirmam que, além de Jesus, Deus deixou o papa como líder e cabeça da cristandade.

É por estas e outras inúmeras doutrinas errôneas defendidas pelo catolicismo que devemos postular o movimento ecumênico como antibíblico.


  • Leia também



    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso Teologia Online Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados