ICP Responde



E o Verbo era Deus (João 1.1)


Testemunhas de Jeová. Negam a divindade de Jesus, por isso registram este versículo, na Tradução do Novo Mundo, da seguinte maneira: “No princípio era a Palavra e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era [um] deus”.

Resposta apologética: Para essa seita, existem dois deuses: o Todo-Poderoso, que é Jeová, e outro menor, que é Cristo. Para que pudessem lançar a Tradução do Novo Mundo na versão apontada, valeram-se da tradução de um teólogo espírita chamado Johannes Greber. Apesar dos esclarecimentos a respeito do uso impróprio que fez de tal versão, a Sociedade Torre de Vigia ainda continua utilizando a referida tradução do espírita Johannes Greber. Mas, na verdade, o cerne da questão está em crermos que toda a Bíblia é inspirada por Deus (2Tm 3.16,17; 2Pe 1.20,21). João aponta outras referências acerca da deidade absoluta de Jesus (Jo 5.18, 10.30-33). Logo, o Verbo jamais podia ser outro deus (20.28; 1Jo 5.20). Isso mostra o biteísmo das Testemunhas de Jeová, contrariando Isaías 43.10, que diz: “... Antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá”. Além disso, devemos considerar o seguinte: se as Testemunhas de Jeová argumentam que a ausência do artigo definido ho (o) significa que Jesus é um deus e não um Deus, por que não aplicam a mesma regra ao versículo 6, onde a referência clara a Deus Pai não é precedida do artigo definido?


  • Leia também




    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados.

    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com