ICP Responde



Mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível (Romanos 1.23)


Comentário apologético: Este texto revela exatamente o que aconteceu com a filosofia de Confúcio, cuja intenção nunca fora essa, mas o imperador chinês Wu Ti instituiu adoração ao sábio durante o seu reinado. Posteriormente, outro imperador, T’ai Tsing, erigiu um templo dedicado a Confúcio e ordenou que se fizessem sacrifícios a ele em todas as vilas e cidades do império. Dessa forma, o confucionismo deixou de ser uma mera filosofia para tornar-se uma religião idólatra, adorando a criatura e não o Criador, entrando em frontal conflito com as Escrituras: “Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém” (1.25). E, concluindo: “Sempre seja Deus verdadeiro, e todo o homem mentiroso” (3.4).


  • Leia também



    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso Teologia Online Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados