ICP Responde



E o Verbo se fez carne (Jo 1.14)


Igreja Local. Declara que a Igreja é uma manifestação mais ampla de Deus na carne.

Resposta apologética: A palavra encarnação deriva-se do termo latino incarne, que significa na “carne”. Encarnar-se, etimologicamente, é, pois, “revestir-se de carne”. O conceito bíblico da encarnação só tem sentido se a pessoa tivesse existido antes de possuir um corpo físico, como Cristo (1.1; 8.58; 17.5). Cristo (o Logos, a segunda pessoa da Trindade) revestiu-se voluntariamente de carne humana (1.18; 14.9,10). Assim, temos Deus que, por natureza, é Espírito (4.24), assumindo carne na pessoa de Cristo (1.14) e, pela encarnação, provendo redenção para a humanidade (1.29). Jesus, unicamente, como o Emanuel, o Deus conosco (Mt 1.23) é aquele em quem habita corporalmente toda a plenitude da divindade (Cl 2.9). E, no mundo, Jesus foi adorado (Mt 8.2; 14.34; 15.25; 28.9,17). Seria o caso de, como uma nova encarnação de Deus na carne, sermos dignos de adoração? Jesus perdoou pecados (Mc 2.2-5). Será que poderíamos fazer o mesmo, já que somos uma nova encarnação?


  • Leia também




    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com