ICP Responde



Então Satanás [...] incitou a Davi a numerar Israel (I Crônicas 21.1)


Ceticismo. Alega contradição entre este versículo e 2Samuel 24.1, que diz que foi o Senhor, e não Satanás, que incitou a Davi a levantar o censo.

Resposta apologética: A compreensão desta aparente contradição exige que o proponente da crítica se curve à ortodoxia bíblica; pois, quando nos orientamos por ela, constatamos que não existe divergência alguma.

O texto em estudo está mais bem adaptado ao caso, visto que a incitação originou-se realmente em Satanás, cujo alvo era Davi. Mas nada, absolutamente nada, seja no céu, na terra ou no inferno, pode suplantar a soberania divina, o que nos leva a entender que a instigação só foi possível por causa da teologicamente reconhecida “vontade permissiva de Deus”, sem a qual nada nem ninguém pode se manifestar em qualquer das esferas citadas.

O propósito do consentimento divino ao ato era a “humilhação”(construtiva) do rei; ou seja, uma lição espiritual. Duas oportunidades bíblicas se assemelham a esta situação. A primeira envolve Deus, Satanás e Jó (Jó 1—2). A segunda, Deus, Satanás e o próprio Cristo (evangelhos). Em todos estes casos, a sanha satânica visava a destruição do homem, mas a multiforme sabedoria de Deus e sua longanimidade, a exaltação espiritual da humanidade.


  • Leia também




    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com