ICP Responde



Os seus sábados (Oséias 2.11)


Adventistas do Sétimo Dia. Alegam que o pronome possessivo “seus” indica os sábados, conforme consideram, cerimoniais e abolidos e o pronome possessivo “meus” se refere aos sábados do quarto mandamento. Por conta disso, declaram: “Deus descansou no sábado do sétimo dia, porém fez o mesmo nos sábados anuais. Ao primeiro, Deus chama ‘os meus sábados’ (Ez 20.20); aos últimos, chama-os de ‘seus sábados’ (Is 1.13; Os 2.11)”.

Resposta apologética: O uso dos pronomes possessivos “seus” e “meus” não apresenta sábados distintos. Números 28.2 fala das ofertas e emprega as formas dos pronomes possessivos “minha” e “meu”, enquanto Deuteronômio 12.6 fala dos mesmos sacrifícios, mas utilizando as formas “vossos” e “vossas”.

A passagem em estudo diz “seus” porque foram dados para os israelitas, e “meus sábados” porque foram dados por Deus. Não se trata de sábados diferentes. Mais uma prova bíblica pode ser vista na comparação de Levítico 26.2 com Levítico 26.34,35,43, onde, alternadamente, ocorrem mudanças de pronomes: “meus”, “seus” ou “vossos”.

Em João 20.17, “aquele Pai”, mencionado por Jesus como “meu Pai” é diferente do Pai chamado por Jesus de “vosso Pai”? Será que a mudança do pronome possessivo serviu também para mudar a identidade do Pai? Assim, todo o ciclo sabático foi terminado na cruz, sejam os dias de festa ou os sábados semanais (Cl 2.14-17). Por outro lado, os adventistas se contradizem ao afirmarem: “Em Oséias 2.11 está profetizado o fim da observância de todos os tipos de sábados por parte do povo judeu”.


  • Leia também




    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

    ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Caixa Postal 64.098 - CEP 22011-970 - Rio de Janeiro - RJ. CNPJ 08.987.618/0001-07

    © 2017 - 2020. Todos os direitos reservados.

    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com