ICP Responde



Deus Forte, Pai da Eternidade (Isaías 9.6)


Voz da Verdade. Nega a doutrina bíblica da Trindade e cita este versículo para elaborar a seguinte pergunta: “Como Jesus pode ser os dois: o Pai e o Filho?”.

Resposta apologética: A doutrina ortodoxa da Trindade declara que há um Deus em três pessoas: o Pai, o Filho, e o Espírito Santo. Entretanto, Isaías 9.6 chama o Messias de Pai da Eternidade. Tendo em vista que as Escrituras interpretam as Escrituras, precisamos notar que Jesus considera o Pai como alguém distinto dele próprio, e isso é dito diversas vezes. Em muitas outras ocasiões, vemos, no mesmo texto, tanto o Pai quanto o Filho (Cf., p. ex., Rm 15.6; 2Co 1.3,4; Gl 1.3; Fp 2.10,11; 1Jo 2.1; 2 Jo 3).

Uma vez que a Palavra de Deus não se contradiz, devemos ter estes fatos em mente para que possamos considerar o presente texto, que não indica que Jesus seja a pessoa do Pai, mas, sim, que Jesus seja o Pai de algo — neste caso, da eternidade. Outra perspectiva de compreensão sugere que a primeira versículo em estudo esteja se referindo à encarnação de Jesus, enquanto a parte que traz os nomes pelos quais Jesus é chamado expressa seu relacionamento com as pessoas. Ou seja, Jesus é, para nós, “Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz”. Neste sentido, Jesus é o provedor da vida eterna e, por sua morte e ressurreição, tem trazido vida, imortalidade e luz (2Tm 1.10). Verdadeiramente, Jesus é o Pai (ou Provedor) da eternidade para todos os que nele crêem.

Testemunhas de Jeová. Afirmam que Jesus é um “deus poderoso”, mas que não é semelhante a Jeová em onipotência. É notável o esforço que empregam para esclarecer que Jeová Deus poderia criar um outro “deus”: “Mas isso não quer dizer que Jeová jamais concordasse que existisse alguém que fosse corretamente mencionado como sendo um deus”.

Resposta apologética: O fato de que tanto o Pai quanto Jesus são chamados de Deus Poderoso no mesmo livro do profeta Isaías, dentro da mesma seção, demonstra igualdade entre ambos. Compare a passagem em estudo com a referência 10.21, onde o Filho e o Pai são chamados de Deus Forte (ou Deus Poderoso). Atrever-se-iam as Testemunhas de Jeová a chamar Jeová de um “deus”? Isaías 40.3 é outra passagem bíblica que identifica Jesus como Deus Poderoso e recebendo o nome Jeová. É necessário lembrar ainda que o nome Jeová pode ser corretamente aplicado tanto ao Pai quanto ao Filho, e também ao Espírito Santo. Jeová é um nome polissêmico.


  • Leia também


      • Bíblia Apologética com Apócrifos
        frete grátis
      • Curso Teologia Online
        24% Desconto
      • Série Apologética
        frete grátis

    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

    ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Caixa Postal 64.098 - CEP 22011-970 - Rio de Janeiro - RJ © Todos os direitos reservados. 2021


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com