ICP Responde



Mulher, eis aí o teu filho (João 19.26,27)


Catolicismo Romano. Aplica este versículo à crença de que Jesus, por ter dito estas palavras a Maria, colocou-a na posição de co-mediadora e co-redentora, afirmando, ainda, que Maria coopera com a redenção subjetiva da espécie humana e que João, neste episódio, simbolizava toda a humanidade.

Resposta apologética: Não há, em qualquer ponto da Escritura, texto que possa conferir a Maria semelhantes atribuições. O que está suficientemente claro nesta passagem é que Jesus estava atendendo à sua própria Palavra, quando recomendou o cuidado com as viúvas, presas fáceis aos desonestos fariseus (Mt 23.14; Lc 20.47). Jesus cumpre seu dever como Filho primogênito de Maria, não a deixando desamparada, atendendo, até a morte, o que determinava a “letra da lei” no quinto mandamento, num excepcional exemplo de obediência. Ou seja, mesmo à beira da morte, preocupa-se com os seus semelhantes.


  • Leia também


      • Bíblia Apologética com Apócrifos
        frete grátis
      • Curso Teologia Online
        24% Desconto
      • Série Apologética
        frete grátis

    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

    ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Caixa Postal 64.098 - CEP 22011-970 - Rio de Janeiro - RJ © Todos os direitos reservados. 2021


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com