Ilustração



O pinheiro ferido


Um lenhador serrava um velho e enorme pinheiro. A cada golpe do machado, a árvore gigante tremia e praguejava contra o aço duro e frio que lhe despedaçava o flanco.

Como era uma árvore muito resistente, o lenhador inseriu uma grande cunha de madeira no corte, para acabar de quebrar o tronco.

Desfechou várias marretadas na cunha e, entre grandes rasgões e lascas, o nobre pinheiro tombou, chocando-se ruidosamente contra o chão.

Enquanto caía, gemeu:

– Não posso culpar o lenhador nem o machado, que não são da minha espécie, mas jamais me esquecerei da traição dessa cunha de madeira, minha própria irmã.

Dói menos o ataque de um desconhecido que o de um amigo ou irmão.

Fonte: O Livro das Virtudes II

www.SitedoPastor.com.br


  • Leia também

    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com