Religiões



Mormonismo


A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias foi fundada por Joseph Smith Jr. (1805-1844), em 1830, em Nova York, nos Estados Unidos da América. Segundo Smith, Jesus lhe teria aparecido e dito que todas as igrejas estavam desviadas da verdade e que ele seria usado para restaurá-las. A sede desta seita encontra-se em Salt Lake City, Utah. EUA.

Ao mesmo tempo em que os mórmons dizem crer na Bíblia como Palavra de Deus, afirmam que ela foi deturpada pelas traduções. Por outro lado, crêem no Livro de Mórmon (texto sagrado para eles) e no livro A pérola de grande valor, além das revelações constantes de seus profetas e apóstolos.

Seu conceito sobre Deus é extremamente exótico. Vejamos. Deus Pai existiu como homem para chegar a ser Deus. Teve corpo físico e também uma esposa (a “mãe celestial”). Não há Trindade, mas, sim, um triteísmo. Ou seja, o Pai, o Filho e o Espírito Santo são três deuses separados, apesar de afirmar que a pessoa do Espírito Santo nem sempre teve uma definição exata. Algumas vezes, descreve o Espírito Santo como sendo uma substância líquida (ou um tipo de fluido), por meio da qual o Pai exerce sua influência. Os homens dignos podem, um dia, chegar a ser deuses.

Jesus é um Deus separado do Pai (Elohim). Foi criado como um filho espiritual pelo Pai e pela mãe no céu. É o “irmão mais velho” de todos os homens e seres espirituais, inclusive de Lúcifer. Seu corpo foi gerado pelo ato sexual entre Elohim (que também é identificado com Adão) e Maria. Jesus foi casado e Maria Madalena é uma de suas esposas, bem como as mulheres referidas em Lucas 8.1-3.

Tal posicionamento só teve um objetivo: justificar a poligamia, prática que fez parte da doutrina mórmon durante muito tempo, mas que foi suprimida pelas leis civis.

A morte de Cristo na cruz não proporcionou a expiação completa por todos os pecados, apenas a ressurreição para todos. Somente pela obediência aos mandamentos e ordenanças da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias o homem alcança a salvação.

Os mórmons crêem que serão ressuscitados pela graça, mas salvos (exaltados à divindade) pelas obras, principalmente pela lealdade aos líderes, pelo batismo por imersão, pelo ato de dizimar, pelas ordenanças, pelo matrimônio e cerimônias secretas no templo. Só há vida eterna para aquele que pertencer ao seu rol de membros.

Os adeptos do mormonismo não podem ingerir álcool, café ou chá. O tabaco também é extremamente proibido. Defendem o batismo em nome dos mortos, sendo que, para isso, organizam extensas genealogias, a fim de salvarem seus antepassados por meio desse ato. Fazem intenso trabalho missionário e visitas de casa em casa. Somente os membros de bom testemunho podem participar das cerimônias secretas no templo.

Seus adeptos contam com uma rede de assistência social muito ampla. Até 1978, os negros não tiveram acesso ao sacerdócio mórmon e não puderam participar de outros privilégios. Mas, depois dessa data, as restrições aos negros ao sacerdócio deixaram de existir.


  • Leia também


    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com