Religiões



Raelianos


São os seguidores do francês Claude Votilhon, um jornalista esportivo que alega ter tido um encontro, em dezembro de 1973, com um OVNI semelhante a um sino achatado dentro de um vulcão no centro da França. A partir desse dia, adotou o nome Rael e começou a dizer que era um enviado dos “elohim”.

O verdadeiro rosto de Deus, obra escrita por Rael, tenta explicar o desenvolvimento do raelianismo até nossos dias, tornando-se o seu livro sagrado. Rael editou mais dois livros que também estabelecem as crenças do movimento: Acolher os extraterrestres e Meditação sensorial. Outra publicação é a revista trimestral Apocalypse.

As idéias de Rael sobre Deus não são originais, pois se baseia naquilo que constantemente é afirmado por ufologistas esotéricos. Além disso, lança mão da pluralidade do termo Elohim, utilizado na Bíblia em referência a Deus, para dizer que, na verdade, não existe um único Deus, mas vários deuses, que seriam os extraterrestres, pois estes trouxeram a vida à terra por meio da clonagem.

Rael diz ser irmão de Jesus Cristo e, por conta disso, marcou a volta do Filho de Deus à terra para 2035. Em sua concepção, Jesus virá com os “elohim” e os grandes fundadores das religiões: Moisés, Buda e Maomé.

Certa ocasião, a seita fez bastante alvoroço ao alegar que havia realizado a clonagem de duas pessoas em sua empresa CLONAD. Isso porque, segundo afirma, a clonagem é o meio pelo qual a humanidade poderá alcançar a imortalidade.

Pratica a “meditação sensorial”, pela qual se pode conhecer a “hierarquia entre as raças humanas”.


  • Leia também

    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com