Verbo



Você segue o verdadeiro Jesus?



Por Matthew J. Slick, do CARM

Existe uma maneira simples de saber se alguém tem o verdadeiro Jesus ou não. Por verdadeiro Jesus, me refiro ao da Bíblia, e não ao do mormonismo, que é irmão do diabo, nem ao das testemunhas-de-jeová, que é o arcanjo Miguel e, certamente, muito menos ao da Nova Era, que é simplesmente um homem dotado de uma consciência divina. Na teologia das seitas, Jesus é uma criação, de uma forma ou de outra (é por isso que as testemunhas-de-jeová adicionaram a palavra “outro” quatro vezes em Cl 1.16,17). Além disso, não oram a Ele, não o adoram e não o chamam de Deus.

Se você é cristão, então tem o privilégio de poder orar a Jesus, e não somente por intermédio dele. Você pode adorá-lo juntamente com o Pai. E você pode chamá-lo de seu Senhor e Deus. Um membro de uma seita não pode fazer isso.

Se você coloca sua fé em um Jesus que não é o verdadeiro, então sua fé é inútil. O poder da fé não reside no ato da crença, mas no seu objeto; uma grande fé em alguma coisa falsa é o mesmo que fé em nada. Quem, então, é o verdadeiro Jesus?

Com o Jesus da Bíblia, podemos conversar (At 7.55-60; Zc 13.9; 1Co 1.1,2). O Jesus da Bíblia é adorado (Mt 2.2,11; Mt 14.33; Mt 28.9; Jo 9.35-38; Hb 1.6). O Jesus da Bíblia é chamado de Deus (Jo 20.28; Hb 1.8). Jesus disse que Ele era o único que revelava o Pai (Mt 11.27; Lc 10.22): “Todas as coisas me foram entregues por meu Pai. Ninguém sabe que é o Filho, a não ser o Pai; e ninguém sabe que é o Pai, a não ser o Filho e aqueles a quem o filho o quiser revelar” (NVI).

Em Atos 7.59, Estêvão, enquanto cheio do Espírito Santo (v. 55), orou a Jesus: “Senhor Jesus, recebe o meu espírito”. Jesus também era adorado. Os versículos são: “Verdadeiramente és o Filho de Deus!” (Mt 14.33) e “E elas, aproximando-se, abraçaram-lhe os pés e o adoraram” (Mt 28.9).

Só mais uma questão a analisar. Você chama a Jesus de seu Senhor e Deus?

Depois da ressurreição de Jesus, Ele apresentou-se a muitas pessoas. Uma delas foi Tomé: “Respondeu-lhe Tomé: Senhor meu e Deus meu” (Jo 20.28). O próprio Deus chamou a Jesus de Deus em Hebreus 1.8: “Mas acerca do Filho: O teu trono, ó Deus, é para todo o sempre...”.

Infelizmente, na Bíblia das Testemunhas de Jeová, em Hebreus 1.8, você verá que elas traduziram assim: “Deus está no seu trono, para sempre”. Esta versão está errada e foi assim astuciosamente mal traduzida para dar validade à sua falsa teologia a respeito de Jesus. Não existe nenhuma variante nem outros manuscritos que contenham algo diferente. O fato é que o Salmo 45.6 só pode ser traduzido como: “O teu trono, ó Deus, é para todo o sempre”. Sendo assim, a tradução correta de Hebreus 1.8 deve ser idêntica; mas não o é na versão da Torre de Vigia. Isto é uma grande injustiça para com a Palavra de Deus e prova a sua desonestidade.

Diante dos apontamentos acima, surge uma pergunta: “Por que, então, a teologia das seitas nunca concorda com as Escrituras?”. A resposta é simples. O Jesus das seitas não é o verdadeiro Jesus! O Jesus das seitas não é o Jesus da Bíblia! Portanto, elas estão erradas.

O verdadeiro Jesus, conforme vemos nas Escrituras Sagradas, é adorado, é chamado de Deus e Senhor, pode ouvir nossas orações e podemos falar diretamente com Ele.

É este o Jesus que seguimos!


  • Leia também

    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia
    Contato
    Siga

    © 2017 - 2020 ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Todos os direitos reservados


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com