Apologética



Igreja Local de Witness Lee – Parte 12 – Batismo regeneracional


A doutrina do batismo regeneracional está baseada em Jo 3.5 e Tt 3.5. Segundo este ensino o batismo tem o poder de regenerar os que se lhe submetem. Assim crê a Igreja Local: Tal palavra indica claramente que para ser regenerado e entrar no reino de Deus, é preciso nascer, não só do Espírito, mas também da água. Por isso, o batismo é uma condição para a regeneração e a entrada no reino de Deus (“Lições da Verdade – Nível Um”, Witness Lee. Editora Fonte da Vida. Edição 1987, p. 92). Assim como a fé é uma condição da salvação, também o batismo o é (“Lição da Verdade – Nível Um”, Witness Lee. Editora Fonte da Vida. Edição 1987, p. 93). A água é não só o símbolo do batismo, mas também o meio da salvação (“Lições da Verdade – Nível Um”, Witness Lee. Editora Fonte da Vida. Edição 1987, p. 86). Batizar as pessoas é tão importante quanto lhes pregar o evangelho (“Lições da Verdade Nível Um”, Witness Lee. Editora Fonte da Vida. Edição 1987, p. 79).

Resposta Apologética:

O eunuco de Candace havia ido a Jerusalém para adoração e voltava lendo o livro do profeta Isaías (53.7-8). Ouvindo a explicação de Filipe sobre o Senhor Jesus, de quem Isaías falara (At 8.32-35), declarou sua fé em Jesus (vv. 36-37) na forma proposta em Romanos 10.9-13. Restava, porém, cumprir outro passo, não para a salvação, mas, sim, como obediência à ordenança de Cristo (Mt 28.19). E foi isto que o eunuco pediu que Filipe fizesse, e ambos desceram às águas e Filipe o batizou. O batismo não salva, pois não contém em si a graça salvadora. Trata-se de uma ordenança do Senhor Jesus, um testemunho público, de forma dramática, semelhante a um funeral, no qual o novo crente declara que assim como Cristo morreu, foi sepultado a ressuscitou dentre os mortos também ele, em Cristo, considera-se morto, para o mundo e, como tal, tem de ser sepultado (simbolicamente nas águas) Cl 2.12. Mas, assim como Cristo ressurgiu dos mortos e vive para sempre (Ap 1.18), ele também emerge das águas batismais, espiritualmente ressurreto, para viver uma nova vida em seu Salvador Jesus Cristo (Rm 6.2-11; Gl 2.20). Na ordem de pregar o Evangelho em Mt 28.19, Jesus ordena que procedamos da seguinte forma: a) proclamar o Evangelho; b) discipular os novas convertidos; c) batizá-los em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Paulo declarou que Cristo o enviara para pregar o Evangelho e não para batizar: Porque Cristo enviou-me, não para batizar, mas para evangelizar; não em sabedoria de palavras, para que a cruz de Cristo se não faça vã (1 Co 1.17).


Curso de Apologética Online Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Caixa Postal 64.098 - CEP 22011-970 - Rio de Janeiro - RJ © Todos os direitos reservados. 2021


Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com