ICP Responde



O justo viverá da fé (Romanos 1.17)


Comentário apologético: Algumas pessoas ficam impressionadas com a salvação gratuita proporcionada por Cristo e não conseguem entendê-la. Deduzem que, para que sejam salvas, devem (notadamente os espíritas) ser apenas boas. Longe de condenarmos as práticas de bondade (Ef 2.10), devemos entender, também, que a salvação é alcançada pela fé e não pelas obras, portanto, praticamos boas obras porque somos salvos e não para sermos salvos, ou seja, nossos gestos refletem a nossa condição de resgatados pelo verdadeiro evangelho (Tg 2.17).

O conceito de fé da ortodoxia bíblica rechaça a tese espírita, que afirma a “fé” é um atributo necessário ao chamado “homem de bem”. Mas isso não procede, até porque, a definição da crença em um Ser superior alcança uma peculiaridade quando associada ao culto no qual a pessoa está inserida. Dessa forma, a fé do muçulmano não é a mesma fé do católico que, por sua vez, diverge da fé espírita, que não tem nada a ver com a fé cristã. Logo, todos os homens de bem podem ter fé. Mas fé em quem? O cristão “recebe” a fé como dom de Deus – um presente que, obviamente, não estará direcionado a qualquer outro “deus” senão no Deus proposto pela Bíblia, por meio da qual os verdadeiros servos de Deus são orientados (Rm 10.17).


Curso de Apologética Online Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Caixa Postal 64.098 - CEP 22011-970 - Rio de Janeiro - RJ © Todos os direitos reservados. 2021


Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com