ICP Responde



E mandou degolar João no cárcere (Mateus 14.10)


Igreja Local. Diz que João Batista condenou os fariseus ao chamá-los de raça de víboras (Mt 3.7), mas depois se transformou em um deles. Segundo interpreta, João Batista permaneceu com os discípulos que havia conquistado quando, na verdade, deveria entregá-los a Jesus. “Não agiu dessa forma por que se deixou levar pela soberba?”, questiona. E afirma que esse foi o motivo que fez que Deus consentisse em sua morte, sendo degolado por ordem de Herodes, a pedido da filha de Herodias.

Resposta apologética: Dizer que João Batista se tornou orgulhoso a ponto de competir com Cristo, ministerialmente, é uma grande mentira. Os líderes da Igreja Local chegam ao cúmulo de chamar João Batista de desviado, devido a esse suposto procedimento. A Bíblia, no entanto, ensina que João Batista era um homem humilde, tanto que afirmou que não era digno de desatar a correia das alparcas de Cristo (Jo 1.20,27, 29; 3.26,27,30). O Senhor Jesus deu testemunho sobre João Batista (Mt 11.7-14), que nasceu com uma missão: ser o precursor de Jesus e apresentá-lo ao mundo, o que, com certeza, realizou muito bem (Jo1.29). João não falhou. Pelo contrário, cumpriu sua missão!


  • Leia também


      • Bíblia Apologética com Apócrifos
        frete grátis
      • Série Apologética
        frete grátis

    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

    ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Caixa Postal 64.098 - CEP 22011-970 - Rio de Janeiro - RJ © Todos os direitos reservados. 2021


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com