ICP Responde



E dela se tomou Saul, filho de Quis (1 Samuel 10.20,21)


Ceticismo. Confronta esta passagem com 1Samuel 9.17 e 1Samuel 10.24 para dizer que há contradição bíblica quanto à maneira pela qual Saul teria sido escolhido rei sobre os hebreus: se por Deus, pelo povo ou por sorte.

Resposta apologética: A Bíblia declara que Saul fora escolhido pelo povo: “Não, mas haverá sobre nós um rei” (8.19); pelo Senhor: “E quando Samuel viu a Saul, o Senhor lhe respondeu [...] Este dominará sobre o meu povo” (9.17); e por sorte: “Samuel [...] tomou-se a tribo de Benjamim [...] tomou-se a família de Matri; e dela se tomou Saul...” (10.20,21).

O contexto geral das Escrituras deve ser considerado na referência em estudo para que se esclareça a questão. Como o povo pediu a Deus um rei, o Senhor os atendeu e guiou Saul, que lançou a sorte. O texto de Provérbios 16.33 não pode ser ignorado, pois declara: “A sorte se lança no regaço, mas do Senhor procede toda a determinação”.

Quando Matias foi designado para assumir o lugar de Judas Iscariotes, os discípulos lançaram sorte sobre ele e Barsabás, sendo certo que, entre os onze, não haveria nenhuma divisão, pois, conforme o texto de Provérbios, a determinação divina suscitou a unanimidade de opinião.


Curso de Apologética Online Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Caixa Postal 64.098 - CEP 22011-970 - Rio de Janeiro - RJ © Todos os direitos reservados. 2021


Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com