ICP Responde



A minha glória, pois, a outrem não darei (Isaías 42.8)


Testemunhas de Jeová. Ensinam que Deus requer devoção exclusiva, referindo-se, equivocadamente, ao fato de que Jeová não tolera nenhuma rivalidade. Dessa forma, devemos manter os outros (referindo-se a Jesus) fora do nosso coração e ações.

Resposta apologética: A maior dificuldade das Testemunhas de Jeová em relação a este texto reside no fato de não crerem na revelada doutrina da Trindade divina. Todavia, o Novo Testamento esbanja versículos que atestam a glorificação de Jesus.

Iniciando por João 17.5, fica evidenciado que Jesus já estava glorificado com o Pai antes mesmo da fundação do mundo. E, após sua morte, simplesmente reclamou a restituição daquilo que já possuía (Hb12.2). Explicitando esta verdade, Pedro declara, com todas as palavras, que: “O Deus de Abraão [...] glorificou a seu Filho Jesus” (At 3.13). A argumentação jeovista é pobre e peca por omitir textos bíblicos que enfatizam a glória de Jesus, o que compromete a seriedade da retórica da própria seita.


  • Leia também


      • Bíblia Apologética com Apócrifos
        frete grátis
      • Série Apologética
        frete grátis

    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

    ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Caixa Postal 64.098 - CEP 22011-970 - Rio de Janeiro - RJ © Todos os direitos reservados. 2021


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com