ICP Responde



Que é a verdade? (João 18.38)


Comentário apologético: Os relativistas costumam afirmar que não existe verdade absoluta, mas apenas verdades relativas. Dizem que o que é certo para um não é ser para outro. Todavia, estamos diante de uma grande contradição que acaba de destruir o alicerce dos defensores do relativismo. Jesus ensinou que as nossas palavras devem ser sim, sim e não, não (Mt 5.37). Nossos pressupostos não podem ser irracionais e ilógicos. Se os nossos pressupostos não forem sem sentido, devem ser necessariamente verdadeiros ou falsos, não podem ser apenas diferentes. Por exemplo: Um ateu não pode ser relativista, pois seu argumento depende da falsidade do argumento de seu oponente teísta. Caso contrário, levaria a admissão da verdade de que há a possibilidade de Deus existir. As posições não são apenas diferentes, mas opostas entre si. Se é certo afirmar que dois mais dois é igual a quatro, então as demais respostas estão erradas. Para que o relativismo seja verdadeiro, é necessário que haja uma verdade absoluta como parâmetro do que é falso e verdadeiro. Sendo assim, nem tudo é relativo.


  • Leia também


      • Bíblia Apologética com Apócrifos
        frete grátis
      • Série Apologética
        frete grátis

    Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

    ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Caixa Postal 64.098 - CEP 22011-970 - Rio de Janeiro - RJ © Todos os direitos reservados. 2021


    Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com