ICP Responde



E nunca mais subsitirá (Ezequiel 28.19)


Creciendo en Gracias. Afirma que este texto fala sobre a destruição de Satanás.

Resposta apologética: Como já foi visto na nota anterior, o versículo em análise está ligado à profecia contra o rei de Tiro, que diz que esta cidade deixaria de existir (Cf. 26.14,21). Historicamente, Tiro, com seu esplendor e comércio, foi destruída em 1291 A.D. Desde então, deixou de existir para sempre, jamais foi reconstruída novamente.

A ruína é aplicada primeiramente ao rei (v.17) e, depois, à própria cidade de Tiro. É claro que Ezequiel, em certas partes do relato, faz alusões indiretas à queda de Lúcifer, mas não em todo ele. A profecia ficaria obscura se a aplicássemos totalmente à pessoa de Lúcifer. Não se pode construir uma doutrina em cima de textos não muito claros. Não podemos deixar de interpretar passagens difíceis à luz das que são claras. Outros textos afirmam claramente que Satanás está vivo e ativo no mundo. Ele não foi destruído (Ef 6.11-13). Portanto, o versículo em questão não está se reportando a Satanás, mas à cidade de Tiro e ao seu rei.


Curso de Apologética Online Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Caixa Postal 64.098 - CEP 22011-970 - Rio de Janeiro - RJ © Todos os direitos reservados. 2021


Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com