Religiões



Seicho-no-Ie


Seicho-no-Ie significa “casa da vida longa”. Seu fundador é Masaharu Tanigushi, ex-membro da seita japonesa Omotoko, que pregava o início da reconstrução do mundo para 1922. Masaharu nasceu em novembro de 1893, em Kobe, Japão. Em 1929, lançou uma revista chamada Seicho-no-Ie, periódico que deu início à seita, que foi registrada, em 1936, como Associação cultural.

A Seicho-no-Ie diz crer em Deus, mas não ensina a seus adeptos a manter um relacionamento com o Senhor. Na verdade, prega que o homem é uma emanação de Deus. Algumas vezes, chamam ao próprio consciente de “deus”. Segundo afirma, é no coração que se encontra o poder para curar e resolver os problemas da vida.

Os escritos de Masaharu Tanigushi são considerados sagrados. Já publicou mais de oitenta obras, sendo que a principal delas é Seimei no jisso, cuja tradução é: “Verdadeira natureza da vida”. Esse homem usou a Bíblia apenas para tentar justificar suas doutrinas. Não poucas vezes, seus escritos são considerados uma espécie de talismã; ou seja, um objeto de proteção e/ou cura.

Para esta seita, nem o pecado (porque o homem seria imaculado, uma vez que Deus não criou o pecado), nem as doenças, nem a morte existem. Nada disso é real. Tais conceitos são bem semelhantes a alguns conceitos hindus.

Suas literaturas são permeadas com um otimismo extremado, sempre orientando as pessoas terem bons pensamentos e boas atitudes com relação a tudo.

No Brasil, cresceu bastante, por conta da publicação da revista Acendedor, que, depois, teve seu nome alterado para Pomba branca.


Curso de Apologética Online Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Caixa Postal 64.098 - CEP 22011-970 - Rio de Janeiro - RJ © Todos os direitos reservados. 2021


Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com