Religiões



Rosacrucionismo


Embora atribua sua origem a tempos remotos, como faz o restante da maçonaria, na verdade seu princípio está ligado a Christian Rosenkreutz, de quem herdou o nome. Segundo consta, Christian Rosenkreutz teria viajado para o Egito e, após retornar, fundou a ordem, por volta do século 14 d.C.

Seus adeptos não gostam de referir-se à ordem como religião, mas como ciência, e possuem uma estranha concepção a respeito de Deus.

Embora diga que Deus é uma entidade separada e impessoal, acredita, porém, que o Senhor é composto de sete espíritos que se apresentam com diferentes aspectos na Trindade cristã.

Rejeita completamente a divindade de Cristo, dizendo que o Filho de Deus era meramente um ser humano. Segundo ainda afirma, Jesus ocupa a posição mais elevada entre os mestres espirituais do mundo, mas que a principal diferença entre Ele e a humanidade diz respeito ao nível e não à substância.

Sua concepção a respeito da pessoa do Espírito Santo é que, que após sua atuação por meio de Jesus, teria “se difundido” por todo o planeta.

Quanto à salvação, segue a linha reencarnacionista, mas acredita que a reencarnação ocorre somente a cada 144 anos. Após a morte, o espírito ficaria aguardando no espaço até completar o tempo antes de assumir um novo corpo.

Está cercado por todo um misticismo neopagão e aceita, inclusive, a existências de duendes, gnomos e fadas. Atribui, também, divindade ao homem, posição semelhante aos conceitos do movimento Nova Era, dentro do qual pode ser inserido.


Curso de Apologética Online Bíblia Apologética com Apócrifos Série Apologética Curso de Teologia On-line Curso Básico de Teologia Curso Médio de Teologia Curso Bacharel de Teologia

ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. Caixa Postal 64.098 - CEP 22011-970 - Rio de Janeiro - RJ © Todos os direitos reservados. 2021


Ícones feitos por Freepik from www.flaticon.com